terça-feira, 4 de setembro de 2018

Quase sete milhões de eleitores idosos deixaram de votar em 2014

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de 6 milhões e 900 mil idosos acima de 70 anos não compareceram às urnas em 2014. A abstenção nesta faixa etária atingiu uma média de 60% por unidade da federação. Com exceção do Pará, que registrou 71% de abstenção entre esta parcela da população.

Dona de Vera Pinheiro, de 84 anos, já está decidida a não votar nessas eleições.

“Não sou obrigada. Então desisti de votar”, explica a idosa.

Para Diogo Rais, professor de Direito Eleitoral, um dos motivos para o desinteresse entre os idosos é a falta de incentivo e representatividade.

“Não se encontram mais nos seus representantes aquela afinidade que havia antigamente. E como deixa de ser obrigatório (o voto) por força da previsão específica constitucional, acaba se utilizando isso como uma espécie de desistímulo à votação”, destaca o professor.

De acordo com estimativa do IBGE, pessoas acima de 65 anos devem representar um quarto da população brasileira em 2060. Porém, segundo o professor, as políticas voltadas aos idosos deixa a desejar.

A projeção feita pelo TSE é que neste ano, 9% dos eleitores brasileiros estejam acima dos 70 anos idade.

Agência Brasil
Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias