sexta-feira, 15 de março de 2019

João fala sobre possível afastamento de Livânia e aponta ‘exploração política’ da Calvário

O governador João Azevêdo (PSB) declarou, em entrevista concedida à TV Cabo Branco na quinta-feira (14), que há uma ‘exploração política’ da Operação Calvário e que a secretária Livânia Farias vai permanecer no cargo enquanto durarem as investigações. “Não há sequer indiciamento”, argumentou. “O que há é a exploração política por parte de setores que não conseguem entender a derrota no processo eleitoral do ano passado”, disse, insinuando em seguida que Livânia seria de fato afastada caso fosse indiciada.

João procurou, ainda, afastar o governo das investigações do Ministério Público. “É um equívoco realizado por falta de informação ou má fé. O que está sendo apurado é o contrato da organização [Cruz Vermelha] com seus fornecedores. Se há prolema, o Ministério Público vai identificar”, finalizou.


Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias