quarta-feira, 5 de junho de 2019

Lei da Inovação é sancionada em Campina Grande

Em 1968, Campina Grande era a primeira cidade do Nordeste a receber um computador. Desde então, a sua fama como “cidade da inovação”, “tech city”, polo tecnológico e científico, só aumentou. Fatos como esses revelam que o município tem um histórico importante relacionado à Ciência, Tecnologia e Inovação. E foi diante desse cenário que o prefeito Romero Rodrigues, sancionou nesta terça-feira (4), a Lei 7.193/19, que institui a Política Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A sanção da lei aconteceu durante o evento de apresentação do Plano de Trabalho da Secretaria de CT&I, que aconteceu na Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB) e reuniu diversos atores do ecossistema, como universidades, órgãos públicos e iniciativa privada.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A lei sancionada tem o objetivo de criar mecanismos de incentivo à CT&I como motor de desenvolvimento social e econômico de Campina Grande. O projeto, encaminhado pela Câmara Municipal ao Executivo, é de autoria do vereador licenciado e atual secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Campina Grande, Lucas Ribeiro.

“É um momento muito importante para Campina Grande e ficamos muito felizes em fazer parte dessa história. Sabemos que o potencial de geração de tecnologia e inovação na nossa cidade é grande, e essa lei vem para fomentar e criar mecanismos para orientar, integrar e fortalecer o empenho da Prefeitura, através da SCTI, do setor empresarial e das instituições de forma a proporcionar desenvolvimento social e econômico para nosso município”, frisou o prefeito Romero Rodrigues.

Secretaria de CT&I apresenta Plano de Trabalho da pasta

Além da sanção da lei, nesta terça-feira (4), foi apresentado também o Plano de Trabalho da SCTI, que estabelece as áreas estratégicas e estruturantes a serem priorizadas para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação na cidade, inclusive com a reativação do Conselho Municipal de CT&I.

“Acreditamos que o diálogo, aliado à implantação de projetos estruturantes relacionados à infraestrutura, à gestão e ao fortalecimento do Sistema de Governança de CT&I, são elementos que dão origem a uma configuração e dinâmica inéditas nas relações entre governo, empresas e academia, beneficiando todos os setores do município”, destacou o secretário Lucas Ribeiro.
Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias