Problema com combustíveis atrapalha coleta de lixo em CG

Um problema no abastecimento de 30% da frota de caminhões atrapalhou a coleta de lixo de Campina Grande, no começo desta semana. Segundo a prefeitura, a situação já foi resolvida e a coleta na cidade já está ocorrendo, mas deve ser totalmente normalizada somente a partir desta quarta-feira (5).
A coleta de lixo em Campina Grande é feita pela empresa Limpax e foi prejudicada devido a um erro na cota de combustíveis dos veículos.
“Tudo ocorreu devido a uma cota de combustível destinada para Campina Grande, mais precisamente para os caminhões compactadores e outros equipamentos da Limpax, que foi de apenas 70% do que é utilizado no abastecimento dos veículos. Por isso tivemos que suspender a coleta noturna de alguns bairros, principalmente no bairro do Catolé, mas na manhã desta terça-feira (4) tudo foi normalizado”, explicou o secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Geraldo Nobre Cavalcante.
Conforme a prefeitura, o combustível foi normalizado e a secretaria providenciou  caminhões reserva, o que teria garantido a coleta. “Como nossa rota é três dias por semana, nesta quarta-feira (5), tudo estará normalizado com as correções feitas”, garantiu Geraldo Nobre.

Coleta de lixo em João Pessoa

Em João Pessoa, também foram registrados problemas com a coleta de lixo desde janeiro. Depois do assunto ser divulgado na imprensa local e virar alvo de reclamações em redes sociais, a Autarquia Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) informou que houve um problema contratual e que uma nova licitação precisaria ser feita.
Nesta terça-feira (4), o Ministério Público da Paraíba (MPPB) pediu que a Emlur explique como se deu o processo para empresas participarem do processo licitatório. Em resposta, a autarquia disse que a Comissão Especial de Licitação está analisando a documentação de 12 empresas participantes para verificar se estão habilitadas a seguir na disputa dos três lotes (pelos quais a cidade é dividida). As empresas cadastradas são dos estados de Paraíba, Pernambuco, São Paulo, Ceará, Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal.
Portal Correio

Reactions