quinta-feira, 21 de junho de 2018

Croácia vence por 3 a o e complica Argentina

A Argentina respira está por um fio de viver um de seus maiores vexames em Copas do Mundo. Melhor para Croácia, que aproveitou o nervosismo misturado com apatia do time de Lionel Messi para vencer com autoridade por 3 a 0 na nesta quinta-feira, em Nizhny Novgorod, e garantir classificação às oitavas de final pelo Grupo D. Beric abriu o placar em erro grosseiro de Caballero, Modric e Rakitic ampliaram. Sumido, Messi nada foi capaz de fazer e precisará fazer milagre para não deixar a Rússia mais cedo.

Willy Caballero deixa Nizhny Novgorod como grande vilão pela derrota da Argentina. O que o goleiro não pode dizer é que não teve a chance de ser mais precavido com as bolas nos pés. Na estreia contra a Islândia, por pouco não entregou um gol ao tabelar errado com Rojo. No primeiro tempo contra os croatas, deu passe curto para Taglifico, que foi esperto e sofreu falta. No terceiro vacilo, não teve jeito. O toque para Mercado saiu todo errado, péssimo, e Rebic respondeu com um chutaço. Ex-Manchester City, o goleiro do Chelsea mostrou que não aprendeu nada com Guardiola.

O craque esteve irreconhecível diante dos croatas. Mais avançado do que de costume, pouco foi notado em campo no primeiro tempo e deixou se abater pelo gol sofrido no início da etapa final. Cada vez que o telão do estádio mostrava o camisa 10, via-se um olhar perdido e incrédulo. Já no hino argentino, Messi demonstrava tensão e passava a mão no rosto, preocupado. Com a bola nos pés, fez muito pouco. Nenhuma finalização, apenas uma tentativa bloqueada, e cinco erros em 28 passes. Cometeu ainda duas faltas e sofreu três.

A Croácia mostrou nas duas primeiras rodadas que tem bola para repetir a campanha histórica de 1998, quando foi até as semifinais. Liderada por Modric e com nomes consagrados no futebol europeu, como Rakitic, Kovasic e Perisic, a equipe sequer precisou da bola para dominar a Argentina. Inteligente, deixou o adversário trocar passes sem muita eficiência e foi fatal nos avanços ao ataque. Já na etapa inicial desperdiçou duas chances claras, mas não repetiu os erros no segundo tempo. Classifica-se às oitavas com antecedência, cinco gols marcados e nenhum sofrido.

A vitória garante a Croácia nas oitavas de final. Com seis pontos, os europeus lideram o Grupo D e encaram a Islândia, terça-feira, às 15h (de Brasília), em Rostov. Já a esperança da Argentina passa totalmente pelo confronto entre Nigéria e Islândia, nesta sexta, às 12h, em Volgogrado. Em caso de vitória da Nigéria, precisa bater os africanos em São Petersburgo e torcer por tropeço dos islandeses contra a Croácia. Em caso de vitória da Islândia, terá que secá-los por derrota contra a Croácia e tirar o saldo goleando a Nigéria. Se for empate, também terá que tirar o saldo em relação a Nigéria e esperar que os croatas vençam. Haja matemática!

Quarenta e cinco minutos marcados por tensão, lances ríspidos e chances desperdiçadas. Argentina e Croácia fizeram um primeiro tempo de alta intensidade. As alterações de Sampaoli surtiram efeito. Sua equipe tinha mais a bola, permanecia no campo de ataque, mas pecava em dois pontos: dava espaço nas laterais e Messi participava pouco da criação. E foi nesses vazios que os croatas levaram muito perigo em chute cruzado de Perisic, defendido por Caballero, e peixinho para fora de Mandzukic. Tudo pelo lado esquerdo de ataque.

MaisPB
Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias