sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Mesmo sem doutorado, candidatos usam título de ‘doutor’

Dados disponibilizados pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) revelaram que 22 candidatos se apresentam como ‘doutor’ para pedir votos nas eleições deste ano no estado.

De acordo com a legislação brasileira, é considerado doutor quem conclui o curso de doutorado em uma instituição de ensino superior. Outra condição é ter terminado o Bacharelado em Direito. O decreto imperial, instituído por Dom Pedro I em 1827, confere o título de doutor aos graduados em Direito.

O site do TRE não detalha, no entanto, se o candidato possui pós-graduação. No sistema apenas consta se o concorrente tem ensino superior completo ou não.

A maioria dos candidatos que utiliza a alcunha na Paraíba disputa uma das 36 vagas na Assembleia Legislativa e tem como ocupação a medicina. Dos 17 que tentam um mandato na Casa de Epitácio Pessoa, 12 são médicos.

Dentre os postulantes, há também servidores públicos e uma administradora de empresas.

Confira a lista dos ‘candidatos doutores’:

Deputado Federal

Drª Cláudia Araújo(MDB)  – servidora pública municipal

Dr Bruno Deriu (Avante) – advogado

Dr Damião (PDT) – médico

Dr Djalma (Avante) – médico

Dr Hilton – advogado

Deputado Estadual

Dr Galileu (PPS) – médico

Doutor Mariano (PPS) – advogado

Doutor Romualdo (PSB) – médico

Doutor Zé Célio (PPS) – médico

Drª Daniele Bronzeado (PDT) – advogada

Drª Francimar (Patriotas)- médica

Drª Paula (PP) – médica

Drª Jane Panta (PP) – médico

Dr Taciano Diniz (Avante) – médico

Dr Ricardo Souto (PSDB) – advogado

Dr Renato Gadelha (PSC) – médico

Dr Aníbal (Avante) – médico

Dr Olímpio (MDB) – servidor público estadual

Dr Érico (PPS) – médico

Drª Tânia (PROS) – administrador

Dr Américo (Avante) – médico

Dr Aledson Moura (PSB) – médico
Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias