EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Escolas da Paraíba entram na briga contra o mosquito Aedes aegypti

JP-Está marcado para hoje, o 'Dia D' de combate ao Aedes aegypti nas escolas da Paraíba. Participam da ação, as unidades de ensino pertencentes às 14 gerências regionais de educação. Somente em João Pessoa as atividades devem chegar a 95 escolas e 82 Centros de Referência em Educação Infantil (Creis). A mobilização faz parte do Dia Nacional de Mobilização da Educação contra o zika, organizado pelo Ministério da Educação (MEC), com o objetivo de conscientizar crianças e adolescentes sobre a importância de prevenir a proliferação do mosquito. 

As atividades envolverão professores, diretores, agentes de saúde e da vigilância sanitária e militares das Forças Armadas. Uma das instituições de ensino em que a ação será desenvolvida é a Escola Estadual Severino Dias de Oliveira, a Mestre Sivuca, localizada no bairro de Mangabeira VIII. A programação terá início às 9h e, na ocasião, será fixado o selo 'Escola que ensina o valor da vida combate o mosquito Aedes aegypti'. Entre as ações que serão desenvolvidas na escola está a oficina de construção de mosquiteiras, visitas às salas de aula, além de exposição de vídeos, cartazes, faixas e panfletagem.

Na capital, a mobilização contará com a presença de representantes do Ministério da Educação (MEC) e também deverá ter início às 9h. Um dos pontos em que as ações serão desenvolvidas é a Escola  Municipal Afonso Pereira, em Mangabeira VIII. Lá, alunos da escola e de Creis deverão apresentar paródias e um jogral voltados ao tema pela manhã. À tarde, os trabalhos serão realizados em sala de aula.

Ainda em João Pessoa, a expectativa é que familiares dos alunos e a comunidade escolar participem do dia de mobilizações. Além das apresentações dos alunos, uma equipe do Posto de Saúde da Família (PSF) do bairro Cidade Verde explicará aos alunos como acontece a evolução do mosquito e a equipe médica proferirá palestras. Três cartas do ministro da Educação serão distribuídas às famílias bem como aos professores, funcionários e alunos.

De acordo com a diretora da escola Afonso Pereira, Gracileide da Silva, esse é o início de uma campanha que deverá ocorrer durante todo o ano. “É um início de uma conversa para uma campanha que vai durar o ano inteiro", comentou. Segundo a Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa, durante todo o ano letivo o combate ao mosquito ocorrerá de forma interdisciplinar nas escolas da rede.

PARTICULARES

De acordo com o presidente do Sindicato dos Donos de Escolas Particulares, Odésio Medeiros, as escolas da rede privada já vêm trabalhando constantemente os alunos com relação à zika nas salas de aula. “Não focamos em um dia específico, mas sim em ações constantes”, disse.

EXÉRCITO E BB

Os militares do 1º Grupamento de Engenharia também deverão participar das ações de combate ao Aedes aegypti nas escolas. Amanhã, o comandante do grupamento irá à Escola Mestre Sivuca. A previsão é de que as ações de orientação se estendam a escolas do interior do Estado.
Além do Exército, o presidente do Banco do Brasil, Alexandre Abreu, também estará na escola Mestre Sivuca para auxiliar nos trabalhos de orientação contra o Aedes aegypti. 

NO BRASIL

Segundo o MEC, deverão participar das ações mais de 60 milhões de pessoas, entre estudantes e profissionais da educação. Em todo o país, participarão 188.673 escolas de educação básica, as 63 universidades federais, os 40 institutos federais e Centros Federais de Educação Tecnológica.

Proxima Anterior Inicio