sexta-feira, 7 de junho de 2019

Governador da PB afirma que Reforma da Previdência não soluciona déficit atual

O governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), manifestou preocupação hoje com detalhes da Reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). Segundo ele, a proposta não aborda o déficit atual dos sistemas de previdência: “A reforma precisa ser vista de forma mais ampla. Não é só o que vai acontecer no futuro, mas temos uma consciência do déficit atual e a reforma não trata disso. Evidente que da forma como está sendo posta, daqui a 10 ou 15 anos esses resultados virão”.

João acrescentou que não concorda com a hipótese de capitalização e nem a igualdade de tratamento para trabalhadores rurais e urbanos.

A proposta do governo federal para a reforma da Previdência prevê economia de R$ 350 bilhões em dez anos para os estados – segundo estimativas do Ministério da Economia – se os servidores estaduais não forem excluídos das regras de aposentadoria previstas no texto. Na Paraíba, de acordo com o levantamento, seriam R$ 4,83 bilhões.

As declarações foram dadas João no auditório do Sebrae, onde o governador participou da solenidade de abertura do Fórum Nacional do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), que reúne representantes das 26 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTIC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Conselho Britânico, Conselho Europeu e autoridades da área acadêmica/científica.
Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias