segunda-feira, 15 de julho de 2019

Bloqueador de celular é testado no gabinete de Jair Bolsonaro

O receio de gravações clandestinas contra Jair Bolsonaro mobilizou na semana passada o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que testou equipamentos bloqueadores de celular e outros sinais de radiofrequência no terceiro andar do Palácio do Planalto, onde fica o gabinete presidencial.

Como o Radar revela na edição de VEJA que está nas bancas, a preocupação é válida, mas chegou tarde. Por uma falha de segurança, há algumas semanas, uma reunião de Bolsonaro com ministros e empresários, no gabinete presidencial, foi clandestinamente gravada.

Nos áudios, aos quais a coluna Radar da revista Veja teve acesso, há frases constrangedoras de auxiliares de Bolsonaro, não do presidente.

Falhas semelhantes na segurança presidencial só ocorreram em dois momentos no governo de Michel Temer. Quando o então presidente foi gravado por Marcelo Calero, no episódio que resultou na demissão de Geddel Vieira Lima, e na famosa conversa do subsolo do Jaburu, de Temer com Joesley Batista.

O episódio deve fornecer ainda mais munição a Carlos Bolsonaro contra os militares do Planalto.
Share:

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias