Advogado de Berg Lima renuncia caso e julgamento é adiado

A Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba julgará no dia três de março, a partir das 9h a Apelação Cível interposta pelo prefeito do Município de Bayeux, Gutemberg de Lima Davi (Berg Lima). Ele foi condenado na 1ª Instância pela prática de improbidade administrativa, decorrente do recebimento de propina.
O julgamento estava marcado para a sessão ordinária dessa terça-feira (11), mas teve que ser adiado em virtude da renúncia do antigo patrono, o advogado Raoni Lacerda Vita. Com a desistência, o colegiado determinou a intimação, por meio do Diário da Justiça Eletrônico, dos novos causídicos, já habilitados nos autos: Inácio Ramos de Queiroz Neto, Carlos Fábio Ismael dos Santos Lima e Israel Rêmora Pereira de Aguiar Mendes.
O desembargador Marcos Cavalcanti, relator do processo, concedeu vista dos autos aos novos advogados pelo prazo de 10 dias. Determinou, também, que se cumpra a decisão do Juízo da 4ª Vara Mista da Comarca de Bayeux no tocante ao levantamento do segredo de justiça. Por fim, ordenou a intimação do atual procurador do Município de Bayeux.
De acordo com os autos, Berg Lima foi preso em flagrante em 2017, no interior do estabelecimento Sal e Pedra, numa ação realizada pelo Ministério Público da Paraíba, por meio do Gaeco no momento em que acabara de receber a quantia de R$ 3.500,00 de propina.
Portal Correio
Reactions