Paulo Guedes avisa que deixa o cargo se governo esvaziar o ministério

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse a auxiliares na semana passada que deixará o cargo se o governo retirar qualquer secretaria da pasta para transformá-la em um novo ministério.

Membros da equipe econômica, porém, afirmaram que Guedes não crê que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tomará essa decisão.

O ministro vem atuando nos bastidores para barrar tentativas de negociar secretarias de seu ministério com os partidos do Centrão.

Integrantes do Republicanos dizem que o governo ofereceu ao partido a chefia da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, hoje comandada por Carlos da Costa.

*A informação é da revista Crusoé
Reactions