sexta-feira, 23 de agosto de 2019

MPPB investiga pagamento feito por Sales Júnior para silenciar vereador em Patos

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) investiga um suposto pagamento de vantagem financeira à esposa de um vereador no município de Patos, no Sertão do estado. De acordo com o MP, a mulher, que é servidora pública, teria recebido uma oferta do ex-prefeito Sales Mendes Júnior para silenciar o marido, que estaria denunciando irregularidades cometidas pela prefeitura. Sales Júnior renunciou recentemente ao cargo.
A portaria foi publicada na edição desta quinta-feira (22) do Diário eletrônico do órgão e assinada pela promotora Lívia Vilanova Cabral. A denúncia foi realizada pelo próprio vereador, que informou que o dinheiro foi repassado pelo prefeito à sua esposa para que ele silenciasse acerca das irregularidades encontradas.
No início deste mês, o MPPB aceitou denúncia realizada pelo vereador Ederlan de Oliveira Santos (PV), conhecido por Goia, de que o então prefeito Sales Júnior teria vendido paralelepípedos da parte externa do ginásio de esportes Rivaldão. O caso segue sendo investigado.
Créditos: Fonte83

Share:

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook